Geber Ramalho

Membro do Porto Digital e professor de Entretenimento Digital na UFPE

“43% do que as empresas de games fazem é exportado, porque o mercado brasileiro não consegue sustentar as empresas b

rasileiras. É uma doidice completamente maluca. Tem que contar com o mercado de fora.”

Faça o download do vídeo (na janela que se abrir, clique em “Download FLV” com o botão direito e escolha “Salvar link como”).
Entrevista gravada no dia 11 de junho de 2010 no estúdio Cine & Vídeo, em São Paulo.

Geber Ramalho é desde 1997 professor do Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e o idealizador, em 2000, da primeira disciplina universitária da América Latina voltada ao desenvolvimento de jogos eletrônicos. Paraibano, cresceu entre artistas: é filho do músico Luiz Ramalho e prima da cantora Elba Ramalho. Pioneiro no mercado de videogames no Brasil, é formado em engenharia elétrica e ciência da computação com estudos no Brasil e na França. Foi diretor do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (C.E.S.A.R.) e da Sociedade Brasileira de Computação. É membro do conselho consultor do Porto Digital, um ambiente de empreendedorismo, inovação e negócios de tecnologias da informação e comunicação de Pernambuco, que reúne mais de 100 empresas, único local brasileiro na lista da BusinessWeek com os 10 lugares do planeta onde mais se pensa o futuro do mundo.

Algumas produções de que participou

Imagem aérea do Porto Digital (2010)Imagem do game 'Choice'
Imagem aérea da região onde fica o Porto Digital, em Recife; e tela do game “Choice”, desenvolvido pela equipe Levv It, de Pernambuco, vencedor da Imagine Cup 2009

Trechos da entrevista

(leia a íntegra)

“Exceto os jogos japoneses (e alguns tipos de jogos japoneses, como o ‘Final Fantasy’, por exemplo), não tem uma coisa de você dizer: “É japonês”. Você não vê um jogo e diz: “Ah, é um jogo francês”. Depende. Em geral, na indústria de games, ainda não tem uma identidade de países em termos de produção. Isto é uma coisa que certamente será para a próxima geração de jovens.”

“O game fala sobre interatividade, sobre sedução. Isso é que é importante. Quer dizer, a pessoa entender como é que isso impacta no trabalho de arte dela, seja ele numa escultura, seja numa peça de teatro, o que seja, porque as possibilidades estão abertas. A gente está num mundo novo e fantástico de novas possibilidades que estão sendo criadas pela possibilidade das pessoas interagirem mais, das pessoas não serem mais só espectadores. Eu acho que esta é a grande revolução que a gente está vivendo, propiciada pela tecnologia.”

Palavras mais faladas na entrevista

Para que se tenha uma ideia do que foi dito e destacado pelo entrevistado, utilizamos um sistema de visualização chamado “Nuvem de Palavras”. Quanto mais vezes uma palavra é dita, maior ela aparece. Para ver as nuvens de todos os entrevistados, clique aqui.

Palavras mais faladas

O que já disseram sobre ele

“Ramalho faz parte do grupo de acadêmicos nordestinos que decidiu quebrar os velhos paradigmas da academia. Não se dedica à pesquisa pura, não dá aula dissociada do mercado e acredita que um dos papéis da universidade é usar o conhecimento para criar formas modernas de desenvolvimento econômico. Seu perfil multicultural, multimídia e global é o retrato dos profissionais da área de tecnologia que ajudaram a criar o Porto Digital e que agoram miram na economia criativa.”
Alexa Salomão, jornalista, no Portal iG (2010)
http://economia.ig.com.br/empresas/a+arte+de+criar+novas+tecnologias/n1237576232158.html

Outros conteúdos relacionados a Geber Ramalho

Fotos para download

Baixe no FlickrBaixe no FlickrBaixe no Flickr

5 comments on “Geber Ramalho

  1. Renato Ferreira on said:

    Parabéns Grande Geber!

  2. Joao Paulo Rolim on said:

    Grande Geber. Sem duvida uma das pessoas mais importantes e influentes na producao tecnologica cultural do pais. Um amigo e excelente incentivador de novas ideias. Como o Jarbinhas e eu, muitas outras pessoas devem muito a ele.
    abcs
    nix.

  3. Jarbas Jácome on said:

    muito do que conquistei nos últimos anos devo em grande parte a esse cara!
    abraço.
    jjR

  4. Eduardo Moraes on said:

    O senhor é um exemplo para todos nós acadêmicos que nao podemos nos acomodar com o dia a dia e devemos sempre buscar inovar e acreditar que podemos fazer diferença positiva em prol da mudança da realidade local.

    Parabéns pela iniciativa de formar pessoal capacitado na área de jogos, há uma carência dessa formação.

  5. Paula Coelho on said:

    Parabens Geber! Sucesso!

2010 Produção Cultural no Brasil - Alguns direitos reservados
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons
Uma tentativa de organização - e uma provocação - sobre
a produção de cultura no país: 5 livros, 100 vídeos, esta plataforma online
Realização